jusbrasil.com.br
8 de Agosto de 2022

Com 28 anos, jovem especialista em administração compartilha conhecimento jurídico para o exercício da cidadania.

Referência para acadêmicos do Direito, o especialista em administração pública acredita que o conhecimento jurídico é fundamental para a formação do indivíduo e seu exercício da cidadania.

Alexis Gabriel Madrigal, Gestor Público
há 3 meses

Com mais de 140 artigos de assuntos jurídicos e referenciado em diversos trabalhos de conclusão de curso, dissertações de mestrado, teses de doutorado e comissões parlamentares, Alexis Gabriel Madrigal, de apenas 28 anos de idade, colabora para a difusão do conhecimento jurídico.

Foto: Alexis Gabriel Madrigal - Assembleia Legislativa de São Paulo.

Seu primeiro artigo foi escrito no universo universitário, quando segundo ele seus professores incentivavam os acadêmicos a escreverem pequenas resenhas avaliando acontecimentos gerais e verificando quais direitos haviam sido negados, violados ou subtraídos.

Alexis graduou-se em Gestão Pública e se especializou em Administração Pública, é filiado a um partido político e se envolve em todos os assuntos da comunidade em que vive no interior de São Paulo.

O especialista em administração pública e gerência de cidades acredita que o conhecimento sobre a Constituição é de suma importância, pois em sua avaliação:

"Para que haja uma sociedade ciente de seus direitos e deveres é preciso que se tenha total entendimento dos objetivos e limites impostos pela considerada carta cidadã".
É importante que se amplie o conteúdo didático atual e que se insiram conteúdos que auxiliem os jovens a conhecer seus direitos e deveres enquanto cidadão.
"Porém, muitos brasileiros ainda não possuem acesso às formas de publicação das normas existentes e as que estão sendo realizadas. Isso acaba por dificultar o conhecimento jurídico desses indivíduos", explica Gabriel.

Foto: Alexis Gabriel Madrigal - Fórum Criminal de Taubaté - São Paulo.

A iniciativa do jovem mostra que o conhecimento jurídico é um mecanismo eficaz na formação de um cidadão. Para Alexis Gabriel Madrigal justifica-se a inserção da disciplina de Direito Constitucional na grade curricular do sistema educacional brasileiro como “uma forma de expansão da noção cívica que versem sobre a formação da cidadania intimamente direcionada a democracia do país, tornando a população mais conscientes sobre seus direitos e deveres e transformando a sociedade mais justa”.

Informações relacionadas

Ponto Jurídico, Advogado
Notíciashá 3 meses

STF mantém norma que exige autorização de desembargador para instauração de inquérito contra autoridades do AP

Jean Tiago Erlo, Estudante de Direito
Notíciashá 3 meses

Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento - MAPA - anuncia a liberação de R$ 990 milhões para o seguro rural

Calza Neto, Advogado
Notíciashá 3 meses

A ANPD emite nota técnica no sentido de que o INEP pode tratar microdados, mas sugere medidas à serem adotadas

Camila Nagib, Advogado
Notíciashá 3 meses

Pensão por Morte: Me casei novamente, posso perder o benefício?

Inventário Negativo. O que é? É importante fazer?

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)