jusbrasil.com.br
1 de Julho de 2022

Com 28 anos, jovem especialista em administração compartilha conhecimento jurídico para o exercício da cidadania.

Referência para acadêmicos do Direito, o especialista em administração pública acredita que o conhecimento jurídico é fundamental para a formação do indivíduo e seu exercício da cidadania.

Alexis Gabriel Madrigal, Gestor Público
mês passado

Com mais de 140 artigos de assuntos jurídicos e referenciado em diversos trabalhos de conclusão de curso, dissertações de mestrado, teses de doutorado e comissões parlamentares, Alexis Gabriel Madrigal, de apenas 28 anos de idade, colabora para a difusão do conhecimento jurídico.

Foto: Alexis Gabriel Madrigal - Assembleia Legislativa de São Paulo.

Seu primeiro artigo foi escrito no universo universitário, quando segundo ele seus professores incentivavam os acadêmicos a escreverem pequenas resenhas avaliando acontecimentos gerais e verificando quais direitos haviam sido negados, violados ou subtraídos.

Alexis graduou-se em Gestão Pública e se especializou em Administração Pública, é filiado a um partido político e se envolve em todos os assuntos da comunidade em que vive no interior de São Paulo.

O especialista em administração pública e gerência de cidades acredita que o conhecimento sobre a Constituição é de suma importância, pois em sua avaliação:

"Para que haja uma sociedade ciente de seus direitos e deveres é preciso que se tenha total entendimento dos objetivos e limites impostos pela considerada carta cidadã".
É importante que se amplie o conteúdo didático atual e que se insiram conteúdos que auxiliem os jovens a conhecer seus direitos e deveres enquanto cidadão.
"Porém, muitos brasileiros ainda não possuem acesso às formas de publicação das normas existentes e as que estão sendo realizadas. Isso acaba por dificultar o conhecimento jurídico desses indivíduos", explica Gabriel.

Foto: Alexis Gabriel Madrigal - Fórum Criminal de Taubaté - São Paulo.

A iniciativa do jovem mostra que o conhecimento jurídico é um mecanismo eficaz na formação de um cidadão. Para Alexis Gabriel Madrigal justifica-se a inserção da disciplina de Direito Constitucional na grade curricular do sistema educacional brasileiro como “uma forma de expansão da noção cívica que versem sobre a formação da cidadania intimamente direcionada a democracia do país, tornando a população mais conscientes sobre seus direitos e deveres e transformando a sociedade mais justa”.

Informações relacionadas

Ponto Jurídico, Advogado
Notíciasmês passado

STF mantém norma que exige autorização de desembargador para instauração de inquérito contra autoridades do AP

Jean Tiago Erlo, Estudante de Direito
Notíciasmês passado

Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento - MAPA - anuncia a liberação de R$ 990 milhões para o seguro rural

Calza Neto, Advogado
Notíciasmês passado

A ANPD emite nota técnica no sentido de que o INEP pode tratar microdados, mas sugere medidas à serem adotadas

Camila Nagib, Advogado
Notíciasmês passado

Pensão por Morte: Me casei novamente, posso perder o benefício?

Inventário Negativo. O que é? É importante fazer?

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)