jusbrasil.com.br
12 de Maio de 2021

Estatuto do partido de Bolsonaro prevê uso do Fundão Eleitoral.

Na última quinta-feira, Bolsonaro disse que lançaria uma campanha para que os eleitores não votem em candidatos que utilizem o fundão

Alexis Gabriel Madrigal, Gestor Público
ano passado

Resultado de imagem para bolsonaro

O estatuto do Aliança pelo Brasil, partido criado pelo presidente Jair Bolsonaro, prevê o financiamento com recursos públicos provenientes do Fundão Eleitoral, do fundo partidário e também doações por outras siglas que fazem uso da verba. As informações são do portal O Antagonista.

Na sexta-feira, ele defendeu a apresentação de um projeto para que os R$ 2 bilhões aprovados para o fundo sejam destinados às Santas Casas, na reforma de escolas ou construção de pontes. O chefe do Executivo lembrou, ainda, que a destinação orçamentária não foi feita por ele e voltou a rebater críticas que tem recebido por conta da intenção, já anunciada, de sancionar a proposta do Congresso Nacional.

Leia na íntegra o que diz o estatuto:


O Aliança pelo Brasil não vai conseguir lançar candidatos para as eleições municipais de 2020, mas Bolsonaro acredita que a sigla conseguirá, em 2022, ter a representação de 100 deputados federais.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)